​​ELABORAÇÃO DE MANUAL DO PROPRIETÁRIO E DAS ÁREAS COMUNS 

 

CONTE COM DIFERECIAIS DA RSO ASSESSORIA PARA ELABORAR SEUS MANUAIS.

 

Nossa experiência e diferencial está no conhecimento e expertise nacional do mercado a qual adquirimos e compilamos na coordenação técnica da elaboração de Manuais que regem as regras do mercado e diversos Manuais do proprietários e Manual das áreas comuns, em atendimento a ABNT NBR 14037, ABNT 5674 e ABNT NBR 15575. 

 

Atuamos na criação das regras para o tema a qual passa pela participação efetiva na elaboração das normas técnicas, aproximadamente 119 normas, que regem o tema além da coordenação técnica dos principais manuais das entidades de classe nacionais e estaduais que ditam o entendimento do mercado sobre as ações necessárias para gestão de uma entrega de empreendimento com as informações necessárias para a gestão das garantias, atendimento a legislação vigente e normalização inclusive a norma de desempenho ABNT NBR 15575.

 

Também atuamos no assessoramento na elaboração de manuais de diversas incorporadoras, além de palestras e workshop sobre o tema, nos principais eventos nacionais onde o assunto foi abordado.

 

Sabemos da importância deste documento, da necessidade de criação de redação exclusiva sob medida para cada empreendimento, e temos soluções para todos os tipos de condominios ( residenciais, comerciais, casas) aonde nossso compromisso é mitigar os passívos da incorporação, atendimento as normas técnicas que referendam o tema, com um investimento alinhado ao mercado. 

 

Nossas soluções atendem a todos os tamanhos e tipos de incorporação, desde uma casa à condomínios com alta complexidade de sistemas, sempre alinhado com as regras do mercado, as quais contribuimos na criação.

 

Para solicitar uma cotação, entre em contato, nos informe as caracteristicas do empreendimento, localização, site do mesmo e data de entrega, e receba um orçamento e folder de nossos trabalhos, e diferenciais. 
 

 

A IMPORTÂNCIA DO MANUAL DO PROPRIETÁRIO E DAS ÁREAS COMUNS

 

Este documento, nem sempre é usado de forma adequada por incorporadores e administradores de condomínios, ou moradores, mas toda a sistemática para entrega de empreendimento, passou por grandes mudanças nos últimos anos e os manuais ganham mais importância, pois neles estão descritas inter-relações dos incorporadores e condomínios, e as regras para se ter direito a garantias. 

 

O documento passa a ser a referência e diretriz para que o empreendimento e seus sistemas atinjam sua vida útil, e durante o período legal se mantenha as garantias os sistemas, sendo imprescindível que os usuários executem as manutenções previstas no programa manutenção da edificação e onde o manual de uso, operação e manutenção tornou-se imprescindível para determinar as responsabilidades de cada um perante o empreendimento.

 

O documento é regido pela norma técnica a ABNT NBR 14037, a qual baliza as diretrizes da elaboração do documento, assim como informações pertinentes para treinamento quanto a utilização dos sistemas, sendo imprescindível que o responsável legal da edificação, implante o programa de manutenção proposto pela construtora/incorporadora, em conformidade com a ABNT NBR 5674, monitorando sua equipe de manutenção local, assim como empresas contratadas para que não alterem as características dos sistemas sem acompanhamento por profissional habilitado, quando necessário.

 

A manutenção corretiva, nos termos da ABNT NBR 5674, caracteriza-se por serviços que demandam ação ou intervenção imediata a fim de permitir a continuidade do uso dos sistemas, elementos ou componentes das edificações, ou evitar graves riscos ou prejuízos pessoais e/ou patrimoniais aos seus usuários ou proprietários. Já a manutenção preventiva, nos termos da ABNT NBR 5674, caracteriza-se por serviços cuja realização seja programada com antecedência, priorizando as solicitações dos usuários, estimativas da durabilidade esperada dos sistemas, elementos ou componentes das edificações em uso, gravidade e urgência, e relatórios de verificações periódicas sobre o seu estado de degradação.

 

Caso não seja implantado e executado de forma eficiente o programa de manutenção de acordo com a ABNT NBR 5674, assim como mantidos registros da realização de tais manutenções, poderá ocasionar na perda da garantia de seus sistemas, assim como a falta de comprovação da realização de manutenção eventualmente estabelecida, conforme previsto na mesma norma. A realização dos serviços previstos no Programa de Manutenção deve ser feita por profissionais capacitados/habilitados, caso isto não ocorra, ocasiona a perda de garantia.

 

A Construtora/Incorporado poderá solicitar evidencias da implementação do Programa de Manutenção, entre elas os contratos de manutenção, treinamentos dos funcionários, etc.

 

Conte com nossa ferramenta para acesso aos manuais de forma sistemica,  gestão das garantias, plano de manutenção e gestao das reformas,